29.1.10


' e ela simplesmente deixava tudo se esvair,
tudo mudar,
deixava que sua mente desligasse...
deixava tudo ir junto com o vento,
a sensação do vento na pele era como se estivesse
levando tudo o que havia dentro dela,
como se arrancasse tudo ,
todo peso, toda dúvida, to angústia.
o vento balançava seus cabelos negros,
como se tentasse mechesse levemente trazendo uma sensação diferente
e única...
e não havia pensamentos,
a mente estava vazia,
completamente vazia,
aquela "coisa" que ela sentia não estava mais ali,
pelo menos por alguns pequenos momentos se sentia leve...
o som do vento nas folhas era como uma voz baixinha,
doce, suave...
parecia que o vento dizia tudo o que precisava ouvir,
ela não pensava, não fazia mas nada,
apenas de olhos fechados sentia o vento,
o vento que a deixava...
mais... mais ... feliz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário