6.10.10

feche os olhos.

Ah pare de tristezas, pare remoer esses assuntos.
Vamos, sente-se, feche os olhos... com leveza... esqueça os erros, as dores, as mágoas... tudo de ruim. Isso continue e não abra os olhos. Pense em coisas boas... nas coisas boas que as pessoas que te magoaram fizeram pra você, nas coisas boas que você fez para ela. Continue. Faça isso.
Em todo o tempo em que você pensar em ficar remoendo as coisas, e se entristecendo, faça isso, até mesmo de olhos abertos. Você será mais feliz acredite. Erros? todos já cometeram,e os que você cometeu não foram os últimos. reste bem atenção pensar, falar e fazer coisas boas atraem coisas boas. Transmita coisas boas e coisas boas você receberá. Acredite. Tudo é por acreditar, é pela .


"Não há quem não feche os olhos ao comer, não há quem não feche os olhos ao cantar a música favorita, não há quem não feche os olhos ao beijar, não há quem não feche os olhos ao abraçar. Fechamos os olhos para garantir a memória da memória. É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras. Concentramo-nos para segurar a dispersão, para segurar a barca ao calor do remo. O rosto é uma estrutura perfeita do silêncio. Os cílios se mexem como pedais da memória. Experimenta-se uma vez mais aquilo que não era possível. Viver é boiar, recordar é nadar. Escrevo na água, no vento da água. O passado sem os olhos fechados é como uma roupa enrugada. Sem corpo. Sem as folhas dos plátanos."

Trecho do texto "Não há de Quê" Fabricio Carpinejar

4 comentários:

  1. Eu precisava ler isso.

    Obrigada.

    bjo

    ResponderExcluir
  2. Nossa, moça! Amei seu blog! Seguindo-a...bj

    ResponderExcluir
  3. Que bonito!
    Que a felicidade e a força que estou sentindo após ler esta tua declaração possa ser multiplicada em sua vida 1000 vezes!!!!!
    Muito obrigada!

    Queria um dia ter uma força que nem vc para dar um basta nas tristezas e conseguir afetar positivamente as pessoas ao meu redor...
    bj

    ResponderExcluir