8.10.10

Me deixe ser feliz.


Você simplesmente não sabe de nada. Ninguém sabe.
Ninguém sabe o que sinto, o que faço, o que quero, o que amo, o que eu desejo, o que sou.
Eu sou fogo, eu sou água, eu sou vento, sou chuva, sou inocência, sou volúpia, sou o que penso, o que sinto, o que sou. Só queria que entendessem que não quero ser o que querem, quero que me compreendam, que tentem ao menos me deixar ser eu mesma. Parem que me colocar pra baixo, de me acusar, de enganar, de tentar me fazer ser outro alguém. Parem com tudo.
Tente enxergar em mim o que sou. Tente acompanhar minha dança, meus sonhos, meus planos, meus sentimentos. Não te obrigo a isso. Não te obrigo a me seguir. Então não me obrigue a ser o que quer, ou o que pensa que sou.
Deixe-me jogar e voar, correr, rir, fazer caretas, gritar, ficar em silêncio, ficar pensativa, te olhar até você entender o que quero, gostar dos meus bichos, ser criança, ser mulher, ser o que quero ser, errar, acertar, amar, envolver, ser envolvida, deixe eu te beijar ... gostar de você.
Deixe-me viver, deixe-me ser... pelo menos por um dia, pelo menos hoje, pelo menos agora.


"E quando o dia não passar de um retrato
Colorindo de saudade o meu quarto
Só aí vou ter certeza de fato
Que eu fui feliz"

Leoni- fotografia

Nenhum comentário:

Postar um comentário