27.11.10

Me esvaziar, só mais um pouco.


Tudo isso, foi o que me salvou. Eu comecei a desenhar letras tortas, textos tristes, as vezes angustiantes, tudo ela muito obscuro, muito embaçado mas tudo foi ficando mais claro, mais feliz. Eu não posso dizer que tudo já clareou, mas posso dizer que nos dias em que mais meus dias eram tristes aqui me veio como uma luz. Ainda não mudei em tudo o que queria ter mudado, porém agora já consigo enxergar algum caminho. Eu não esperava que muitas coisas viessem acontecer, eu não esperava que aqui me traria novos caminhos, novos sonhos, novas formas de dizer coisas, de conseguir me levantar de um momento que eu nem esperava ter caído, quanto mais ter força pra levantar. Eu já pensei em parar, de deixar pra lá... mas aí eu lembro que aqui eu pude ser o que realmente sou, me compreende? Foi onde eu consegui organizar meus pensamentos, onde eu consegui superar medos. Eu preciso estar aqui, preciso vir aqui mesmo que seja pra dizer palavras que só quem deve entender entenda, ou até mesmo onde ninguém entenda, nem eu mesma. Tudo aqui acompanhou minha mudança, meu crescimento, ou até mesmo, meus sonhos infantis, meus medos, minhas vontades... as coisas que me fazem ser eu mesma. Não vou parar, ao menos por enquanto. Continuarei aqui, me esvaziando, falando sobre minhas tristezas, alegrias, sobre o tempo, o vento, a chuva, e principalmente... o amor.

7 comentários:

  1. Lindo texto !
    Realmente. muitas vezes escrever não cura, mas ameniza.

    ResponderExcluir
  2. Para mim escrever sempre foi a cura, escrevi sobre isso, outro dia, lá no Delírio da Bruxa.
    Beijos
    Denise

    ResponderExcluir
  3. Para mim, é sempre a saída =)
    Lindo querida.

    ResponderExcluir
  4. Lindo Lindoo. Seguindo você. Me segue?? Poooor favor *------*
    http://duasmeninasvariasduvidas.blogspot.com/
    Beijooos'

    ResponderExcluir