5.12.10

Por alguns instantes.


Ela acredita em sonhos, em fadas, em amores, em príncipes encantados, em romances de historinhas, em princesas, em tudo, em tudo o que parece ser impossível. Ela gosta do vento, gosta de doces, de flores, de rosa. Ela abraça o pai e diz "papai eu quero mil beijos". Ela brinca de casinha, ela conta histórias. Ela canta sozinha, dança sozinha, sorri átoa, ela tem amigos imaginários, ela se esconde no armário. Ela tem estrelas no telhado. Ela gosta de ver romances, de escutar historinhas. Ela chora no primeiro dia de aula. Ela diz que ama a mãe o tempo todo. Ela tem cachinhos castanhos, ela brinca no quintal. Ela sobe nas árvores. Ela ama bicicletas, ela sonha em poder ir sozinha pra escola, pois jurava que naquele dia seria independente. Ela, a menininha morena, de olhos pequenos, cabelos castanhos e cacheados, de sorriso e bochechas grandes, que acreditava em papai noel, ela, a menina super tímida, que acreditava em tudo, ela que um dia foi a menina mais feliz do universo, veio hoje me visitar por alguns minutos enquanto uma música tocava, me abraçou, me deu um beijo na bochecha e disse, "um dia quero ser igual a você". Como eu amei aquela menina... ela acredita que tudo tem somente lados bons, talvez ela tenha dito aquilo porque não sabia de todos os defeitos que viriam junto a se tornar como sou. Ela ainda não sabia que um dia quando crescesse ia se olhar no espelho e iria perceber que ela, sou eu.



Um comentário:

  1. Por alguns instantes me encontrei nesse pensamento...
    Liindo!

    Beijos

    ResponderExcluir