Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Que haja vida, que haja amor, que haja esperança.

Entenda, são apenas mais sonhos, são apenas mais dias, mais momentos, mais amores, mais vida. Não se importe tanto, não se machuque tanto, não leve essas coisas que passaram tão a sério. Enquanto você pesa em algo que já passou está perdendo algo melhor que está acontecendo nesse instante, algo melhor que está por vir. Esse peso no coração vai passar, essa ansiedade, esse medo, essa tristeza, tudo isso vai passar. Você só precisa seguir em frente, viver o presente dando o seu melhor. Sei que as coisas são difíceis e tudo o que você vê diz o contrário, mas muitas coisas que parecia que ia dar errado deu certo, e o que parecia que ia dar certo deu errado. Não há como controlar a vida, os acontecimentos, o tempo... não há como controlar nada sozinha e ficar pensando assim, só traz coisas piores. Você sabe ser forte, sabe superar, sabe viver o momento, sabe fazer a sua parte... sabe o que deve fazer agora. Pare de olhar a sua volta dessa forma tão pessimista, olhe com os olhos da fé, …

Espera que o sol, já vem...

Um amor puro, um amor que acalma, que preenche, que soma, que tira nossos medos, que nos dá vontade de recomeçar, um amor em que podemos ser nós mesmos. Era aquele amor, o amor que compreende, que crescer, que quer bem, que nos faz sentir de novo leve, completa, confiante. Era só isso que se queria, era só isso que gostaria que acontecesse, ela só não tinha mais coragem pra procurar. São tantas procuras, tantas ilusões, tantas decepções, que algo dentro dela tinha se conformado com tudo. Não tinha desistido, só tinha se acostumado. Agora ela só queria saber até quando se sentiria assim... mas ela tinha a impressão de que ainda ia durar um bom tempo, até aparecer alguém pra derrubar essa barreira, até existir alguém pra trazê-la de volta.

"Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez eu sei...
Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã,
Espera que o sol já vem..." Renato Russo

((:

“Se você quiser me salvar, esteja a gosto, coração.”
— Caio F.

Seguir em frente então.

"Vai passar,tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. Pois esse impulso às vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como "estou contente outra vez". Ou simplesmente "continuo", porque já não temos mais idade para, dramaticamente, usarmos palavras grandiloqüentes como "sempre" ou "nunca". Ninguém sabe como, mas aos poucos fomos aprendendo sobre a continuidade da vida, das pessoas e das coisas."

Caio Fernando Abreu

Acordo e cuido mais de mim, sorrio mais, faço o meu melhor pra um futuro bom. Não grito mais com pessoas que convivo e tento ser mais agradável com alguns que já não era. Voltei a olhar no rosto, nos olhos de algumas pessoas, nem me lembrava mais a última vez que havia feito isso antes. Tudo está aparentemente bem, não há tristeza nem aquela angústia. Pensamento positivo apesar de tudo. Mas quando chega a noite não consigo dormir de jeito algum, tento descobrir o porque, ver o que há de errado. Nada encontro. Uma irritação, inquietação me consome. Luto por mais algumas horas e enfim durmo... acordo pela manhã, e o ciclo recomeça.



"Agora me tornarei uma pessoa daquelas que se cuidam para não se envolver."
Caio F. Abreu

Cultivate confidence.

Era uma confiança por completo, era uma amizade inabalável, eram os melhores sorriso, e com certeza os melhores ano da minha vida... o tempo foi passando, as coisas foram mudando... a 3 anos atrás eu nunca me imaginaria aqui onde estou. Nunca em hipotese alguma. O pior é que tudo o que vivo hoje foi eu mesma quem fiz acontecer. Eu exigi muito das pessoas. Eu exigi muito dos meus amigos. De todos eles nunca senti tanta falta de alguém quanto dele, nunca em toda a minha vida. A falta foi tanta que eu me rebelei completamente contra aquilo tudo, eu coloquei dentro de mim que tudo tinha sido um erro e consegui me convencer disso durante muito tempo. Eu errava sempre, a todo o momento a todo segundo, eu decepcionava, eu machucava, e mesmo assim me achava certa de tudo. Eu achava que todos tinham que me aceitar, que todos deveriam e entender... mas será mesmo que deveriam? Eu fiz todos chegarem aos seus limites, e a primeira vez que eu percebi isso, eu me decepcionei de uma forma inexplicáv…

Somos responsáveis pelos nossos atos.

A questão não é a de não conseguir. E sim, que você não quer tomar uma decisão. Você não se decide e coloca a culpa na pessoa mais conveniente. Claro que você não é obrigada a tomar uma decisão agora, você pode deixar as coisas acontecerem mesmo tendo plena certeza de que tudo vai dar errado e que as consequências dos seus atos serão graves. Mas no final todas os milhares de discursos ditos a você não valerão de nada, porque no final a decisão sempre é sua. E as consequências também.

"o homem nasceu livre, e em toda parte está acorrentado" Rousseau

Seu coração não quebrou, pelo contrário, é única coisa que ficou intacta.

"Você continua apto e aberto ao amor. A sede não seca. Se as coisas não aconteceram é porque não aconteceram. Pretensão sua achar que se fechou, que pode decidir, dirigir sua vida. Demita sua analista e olhe pros dois lados. Você só está perpetuando sua primeira experiência sobre o fim, cristalizando a primeira lágrima que caiu, como se tudo aquilo que acabou fosse realmente grande, infinito, definitivo.

O amor te feriu como fere uma flecha sem velocidade e impulsão. Ela cai no chão, você junta e enterra no próprio peito. É pena que quer despertar no outro, no próximo, no amado que se foi? Ninguém tem pena de você. Basta nascer para começar a sofrer, tudo é impermanente, não se iluda. O amor é gasoso, invisível, lendário, metafórico, um sonho. E como todo sonho é insólito, não pode ser cadeado em algum outro lugar que não o coração.

Seu coração não quebrou, pelo contrário, é única coisa que ficou intacta. Ele está lá, esperando por outrem. Como o meu, que pulsa melhor que antes. Um…

live in full ♥

Lembra dos seus sonhos, dos planos, do frio na barriga, dos olhares, das lágrimas e sorrisos. Lembrar de tudo o que aconteceu, era como se visse um filme antigo do qual tinha assistido com atenção. Cada movimento era como tivesse sido feito por um outro alguém... ela não se sentia mais que esteve ali, era como se cada coisa tivesse sido vivida por outra pessoa. E hoje cada momento vivido, cada ação cada reação é feita como se estivesse sendo escrita em um caderno novo, com uma nova caneta, com um novo autor. São outras situações, são outros tempos, outros momentos. Ela se reencontrava com uma antiga amiga e conversavam sobre tudo... e era como se tudo o que elas viveram antes fizesse tanto tempo... Era o mesmo amor, o mesmo carinho, mas eram outras vidas, outras histórias outros destinos. Não eram mais duas crianças brincando, ou imaginando como seria o primeiro beijo... era mais, era muito mais. Era uma sensação de dever cumprido, de querer crescer, de querer voltar a se reencontrar …

selos (:

alguns selos!Esses foram da Karine do blog Dreamer lindo flor! ♥















Indico a todos os seguidores do blog! Obrigada!! ;*

"I Don't Feel It Anymore"

E se eu quiser voltar? E se eu tiver dinheiro, independência, força, ser uma pessoa realizada profissionalmente e mesmo assim não for o suficiente? E se não sentir for algo ruim? E se ela quisesse voltar no tempo, e se ela quisesse sonhar? Porque acreditar em certas coisas, ter esperanças em certas coisas, pensar em certas coisas é sinônimo de fraqueza? E se eu dissesse que queria tentar outra vez, e se eu quisesse enfrentar tudo ... São tantas dúvidas tantas decisões, tantas escolhas... tantos medos, tantos planos, tantos sonhos. Eu estou tentando me encontrar... estou seguindo seus conselhos de descobrir o que eu realmente quero... do que eu realmente sinto. Mas não é fácil, é como se eu tivesse desacreditado de tudo que eu idealizava.# Eu me lembro de quando você escrevia como se estivesse cantando uma canção, me lembro que queria compreensão... ainda me lembro da menina que escrevia como um pedido, que escrevia como se escrevesse um destino, que escrevia como se fosse uma história…

I can't believe.

Eu poderia esquecer de tudo. Poderia desistir. Poderia nunca mais imaginar seus olhos me fitando, fazendo com que eu não consiga parar de retribuir o olhar. Poderia durante minhas insônias constantes, pensar em algo mais produtivo do que imaginar o dia em que vai chegar, me colocar em seu colo e dizer que tudo vai ficar bem agora que está comigo, e ali eu me sentiria em paz... me sentiria completa. E em vez disso acontecer passo os dias ocupando todos esses vazios dentro de mim com coisas racionais e reais. Luto contra a insônia que a noite insistem em me lembrar de algo que nem sei se quer se vai existir, luto contra os pesadelos que insistem em vir. Enquanto há luz lá fora tudo parece bem, até que tudo lá fora se fecha e as luzes se apagam...e tudo o que afasto durante o dia insiste em vir, mesmo eu dizendo pra mim mesma que não quero mais sonhar com algo que nem ao menos eu mesma acredito mais.

move on.

Um novo ano, uma nova fase, um novo plano e principalmente um novo objetivo. Com tudo isso, uma nova condição: esquecer o passado e seguir em frente dando tudo de mim em tudo quanto eu fizer.Esse é o novo lema, esse é o novo caminho.