29.4.11

"Toda manhã meu sonho acorda dentro de outro sonho."

"O amor te feriu como fere uma flecha sem velocidade e impulsão. Ela cai no chão, você junta e enterra no próprio peito. É pena que quer despertar no outro, no próximo, no amado que se foi? Ninguém tem pena de você. Basta nascer para começar a sofrer, tudo é impermanente, não se iluda. O amor é gasoso, invisível, lendário, metafórico, um sonho. E como todo sonho é insólito, não pode ser cadeado em algum outro lugar que não o coração.

Seu coração não quebrou, pelo contrário, é única coisa que ficou intacta. Ele está lá, esperando por outrem. Como o meu, que pulsa melhor que antes. Um dia vou despertar e voltar a me abraçar com a solidão, estou sabendo. Por hora, não. Amanhã. Hoje, sigo sorrindo, chantageado pela minha versão atual. Toda manhã meu sonho acorda dentro de outro sonho."

18.4.11

Uma das melhores coisas é quando olho pra você e percebo que é com você que tenho os meus sorrisos mais sinceros. Não quero depositar esperanças, ou sonhar com um futuro fantasioso, quero só ficar aqui, e sentir o agora. Quero ficar aqui pra sorrir meus melhores sorrisos, esses que tenho com você.
Gosto do seu cheiro, do modo em que olha pra mim dando toda a atenção do mundo para as coisas que digo, gosto das sinceridades e verdades. Gosto de poder ver que posso contar com alguém aqui e agora, gosto do jeito em que implica comigo e me abraça no momento seguinte. Gosto de deitar no teu colo e pensar na minha vida enquanto você mexe nos meus cabelos. Espero que você continue aqui por muito mais tempo... pois no meio de toda essa confusão que está acontecendo por dentro e ao redor de mim, você é o ponto mais estável, e talvez até mesmo confiável. Pois você a única certeza que existe aqui agora. Muitas coisas não tem mais feito sentido... nem minhas próprias palavras. Você é o que tem feito mais sentido nesses últimos anos, você é o que tem trazido mais vida.

14.4.11

-


Tudo bem, não precisa me dar atenção, ou perguntar se aconteceu alguma coisa. Só me deixa aqui quietinha, no seu colo. Não pergunte o porque das lágrimas, pois não é tristeza, só estou meio saturada... Daqui a um tempinho eu seco as lágrimas, levando a cabeça e sigo em frente. Mas depois. Agora preciso ficar aqui. Preciso me esvaziar um pouco.

"É só hoje e isso passa, só me deixe aqui quieto, isso passa... Amanhã é um outro dia, não é?...Eu nem sei porque me sinto assim, vem de repente um anjo triste perto de mim... E essa febre que não passa e meu sorriso sem graça. Não me dê atenção, mas obrigado por pensar em mim..."

Via láctea- Legião Urbana

12.4.11

"Mude.


Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção os lugares por onde você
passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço
alguns dias.
Tire uma tarde inteira pra passear livremente na
praia, ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma do outro lado da cama...
depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de TV, compre outros
jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia,
o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo
jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida, compre pão em outra
padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,
outro creme dental...
tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escrevas outras
poesias.
Jogue fora os velhos relógios,
quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros
teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se que a vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um novo emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais
prazeroso,
mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa,
se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas.
Mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o
dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!"

Edson Marques

7.4.11

É preciso sentir.


O que a gente faz agora? Ficamos aqui sentados nos encarando procurando alguma solução ? Procurando algum flash de esperanças em alguma expressão feita em frações de segundos? Pra ser sincera nem há nada a fazer. Pelo menos nada aqui.
Chega uma hora em que você deve seguir em frente. Há tantas coisas ali na frente, ali, a alguns quilômetros de distância daqui ou talvez menos. Mas você insiste em ficar aqui, onde mais nada pode mudar. Nós aprendemos a conviver, nós aprendemos a viver. Remoer as coisas não valem a pena quando há um mundo inteiro a ser descoberto, onde existem coisas para serem experimentadas, apreciadas, e sentidas.
Sentir. Sentir. Sentir.
Alguém movido por sentimentos. Movido. O sentimento precisa te mover, precisa preencher cada parte do seu corpo fazendo com que você possa sorrir, correr, dançar, cantar... nossa, são tantas coisas boas que pode fazer. Então porque usar o sentimento para te prender, para te parar ou te fazer chorar enquanto existem milhares de coisas para se conhecer. Se conheça, conheça o mundo, conheça possibilidades. Deixe todo o passado que te encara sentado em um canto qualquer, e siga o futuro que te chama com um sorriso no rosto. Sorria pra ele, segure sua mão e siga, sinta, viva.



"Tente. Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe."
Caio Fernando Abreu

1.4.11

Mais letras.


O pior é quando você vê que está sozinha.
Eu estou ali, sem tantos problemas, tudo corre bem e eu fico só observando as coisas acontecerem sem compartilhar tudo que um dia compartilhei com alguém.
Claro que você já tem outros amigos, outras conversas, outro mundo... mas esquecer as coisas antigas não foi tão fácil como ser.
A dor no começo foi difícil, a solidão foi enorme, mas a cada dia que passava eu pensava menos, ficava menos tristes, até chegar ao ponto de não lembrar durante dias, meses... isso que eu não queria, essa indiferença, esse tanto faz. Ainda fico um pouco instável as vezes, penso que é por não ter onde apoiar... mas a gente aprende a se equilibrar com o tempo. Hoje senti a instabilidade de novo, mas consegui me sustentar em pouco tempo. Mas sabe, as coisas vão acontecendo e não adianta ficar se lamentando. Uma hora temos de seguir em frente... E eu sigo.
Aquele lugar onde estava nunca será preenchido por outro alguém, eu sei. Sei que este lugar ainda está aqui, mesmo eu não olhando para ele com frequência.
Então vamos seguindo, nos equilibrando pois um futuro nos espera e o destino somos nós quem fazemos.


"Em verdade, para nós não existe "destino". Somente aqueles que, embebidos em medo e ignorância, perdem o passo e caem no rio lamacento que chamam de "destino"."
Bleach