5.5.11

Acordes


Por dez vezes poderia cantar os acordes dos cantos belos e por dez vezes poderia anunciar as vozes, os risos e a pele do meu amor.
Por dez vezes poderia meditar em vão, mas meditar sobre a distância que separa seu riso da minha dor e, após meditar e meditar, após chorar e tanto chorar, eu fincaria os pés no escuro e esperaria pelo canto do acorde que eu já não sentiria tão belo.

Vanessa Fernandes- Acordes, Onde se desenha um par de asas.



#Sinto falta das notas que soavam do seu violão, sinto falta das cores e sorrisos. Sinto falta do seu olhar travesso, e da sua risada incomparável. A distância pode separar fisicamente, mas nunca nossa amizade. Nossos corações estão juntos, para um cuidar do outro. ♥

4 comentários:

  1. Poesia...
    Violão...
    Sorrisos...
    Amizade...
    Ah, tudo a ver!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. pode ter certeza que sim. Te amo muito e sempre estarei com você.

    ResponderExcluir
  3. Ingrid,


    Que bom que você gostou do meu poema Mude!

    Porém, ao contrário do que você diz, não é de Clarice Lispector nem de Pedro Bial.


    Mude,
    Mas comece devagar,
    Porque a direção é mais importante que a velocidade.

    Veja o poema na íntegra em www.Mude.blogspot.com

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Tudo lindo, amei o clima aqui.. (:
    beeijos fofa

    ResponderExcluir