21.4.12

Seguir em frente, como sempre, é o lema.



As vezes me sinto a pessoa mais feliz do mundo, outras a mais idiota.
Fico pensando nas inúmeras coisas que queria viver e não vivo, nas pessoas que quero ver e não vejo, nos sonhos que tive e que não os realizei. Fico pensando do que vai ser do futuro, do que vai ser de tudo isso aqui. Ando pelas ruas e vejo pessoas que nunca vi, parecendo serem as mais realizadas e felizes, e eu aqui, sem saber nem o que realmente quero da vida. Escrevo textos apago todos os dias, pensando que vai parecer só mais uma besteira, um texto clichê sobre esperas e romantismos exagerados imaginários. Tudo mudou e como sempre continuará mudando. Tento aceitar isso de forma racional, mas ser racional nunca foi o eu forte, na maioria das vezes fui sonhadora, como uma garota que não larga um livro de romance, cheia de esperanças de que no final haveria o "felizes para sempre". As coisas não são assim e nunca foram, o máximo que eu chegava era no final, mas nunca na parte do ser feliz pra sempre. A minha inspiração de alguns meses atrás já não reaparece tanto quanto antes, e todos os momentos da minha vida que eu queria relatar hoje já não fazem tanta importância. Eu queria pelo menos uma vez entender o porque de tudo isso, o porque de tudo ser tão complicado. Tento sempre salvar o máximo de coisas importantes que ficam dentro de mim, embora nem tudo seja possível. E fico aqui, escrevendo quando consigo colocar um pouco de tudo o que sinto pra fora, e sentindo o máximo de amor possível, tendo sempre força, fé, e equilíbrio, tentando sempre lembrar da menina com o livro que ainda acredita em finais felizes.

14.4.12

Faço tudo pelo nosso amor, faço tudo pelo bem do nosso bem


Vem cá moreno, e agora? Fico me perguntando enquanto passo por coisas que não esperava passar. Você com aquele cheiro de homem que acabou de tomar banho no portão da sua casa me esperando no portão, com aquela sua bermuda vermelha que você adora, de braços cruzados me olhando enquanto me aproximo com aquele olhar de garoto mal humorado metido apaixonado travesso, com aquela cara de sono. Espera chegar perto e me aquele abraço de quem não se vê a semanas, aquele abraço que faz o meu mundo parar, que faz a carne tremer... me sinto segura, hipnotizada. A gente entra, brinco um pouco com o seu cachorro que não vejo a tempos um filhote lindo de rotivale que mais parece uma criança, pulando em mim todo faceiro. Jogo minha mochila em um lugar qualquer, sem parar de olhar pra você sem conseguir me afastar de você nenhum segundo, uma hipnose que você me causa moreno. Uma vontade louca de sei lá...
Matamos a saudade aos poucos sentindo cada momento cada cheiro, cada olhar, cada toque, cada minuto. E os minutos passam, mais rápido do que um dia esperasse que passassem. A gente fica lá se abraçando, se beijando, se olhando... sentindo o nosso amor. Ai chega o dia de você ir embora de novo, e sempre fica aquele gosto de quero mais, aquela sensação de beijo de filme quando é interrompido por alguém. Você sabe o momento e a hora certa. Você me causa aquela sensação de amor, saudade e desejo. A saudade quase proporcional ao amor, o amor quase ao desejo. Você não me lembra músicas tristes, ou de perdas, você me lembra aquele samba gostoso de ouvir que causa aquela sensação de "deixa rolar que é bom viver". Sem pesos, sem mágoas, só o infeliz sentimento ou não de saudade, aquela que dá gosto de matar com calma, com raiva, ou de qualquer outra maneira, menos com tristeza. Você tem cheiro de aconchego, tem abraço que me faz querer não ir embora e nem muito menos te deixar ir.

7.4.12


O problema é que nada é como queremos, nada depende só de nós. E essa que é a merda.
As vezes eu queria poder mudar tudo, e colocar exatamente como sonhei. Os amigos, a casa, a família... Mas nada é assim, temos que viver em função da vida.
E então só nos resta esperar, porque a maioria das coisas acaba e a gente em que aproveitar em quanto existem. Eu tenho essa mania de tentar aproveitar as coisas, e quando elas acabam já sei que vou me acostumar com as outras coisas que virão.
Mas as vezes eu tenho vontade de que algumas pessoas continuem em minha vida, mas elas simplesmente se vão, tudo se vai. eu queria que pelo menos uma vez as coisas dessem certo. Queria que pelo menos uma vez as coisas aconteçam como desejo. Mas é aquela, eu não tenho o que fazer, só me resta esperar, como sempre.


"So please please please
Let me, let me, let me
Let me get what I want
This time"

...

http://www.youtube.com/watch?v=d3AEdEUPxIo