22.9.14

Reflexões

Falar de si mesmo é uma das coisas mais difíceis pra muitas pessoas. Pra mim não é diferente. Eu sempre gostei de escrever e mergulhar nos sentimentos, e de repente eu resolvi parar. Parei por falta de tempo, paciência .... Coisas da vida. Eu me tornei uma pessoa que vive dirigindo um carro em alta velocidade, sem descanso. Meus membros se cansaram de pilotar mas mesmo assim não posso largar o volante, pois não é permitido. Eu sei que eu deveria descansar em Deus e deixar Ele pilotar meu carro, mas as dúvidas, o medo, a angústias, os pensamentos de "será que vai dar certo?" não saem da minha mente. As vezes penso tantas coisas ao mesmo tempo que parece que minha cabeça vai explodir. Meu cérebro queima, meus olhos se cansam. As pessoas dizem que devo procurar o foco do problema pra resolver. Mas eu sei qual é o problema! Eu sou ansiosa. Eu quero ver os fatos se concretizarem, quero me formar logo, quero casar logo, quero ser feliz logo, e penso tanto no futuro e no medo de não acontecer que esqueço de viver o momento aqui e agora. Eu não penso no passado 24 horas, eu penso no futuro e isso me sufoca. Eu queria ser forte p suficiente para estudar agora, pra amar agora, pra viver agora!! Mas não, eu insisto em olhar pro futuro. Ou então é pior, eu olho para os outros, me comparo, meu corpo, minha mente, meus sentimentos, e não olho pra mim mesma. Me aceitando como realmente sou, eu quero ser satisfeita comigo mesma. Quero olhar pra mim e dizer vai, você conseguiu fazer isso ou aquilo  e vai conseguir novamente. Mas eu insisto em ver as vitórias alheias e não conseguir fazer igual. E nunca farei. Pois são outras pessoas, e outras histórias. Eu quero a minha história e eu não vivo por querer fazer uma história, eu sei que  não faz sentido, mas é isso!!!! Quero me encontrar, quero ser feliz, e tenho tudo pra ser, mas não vivo a minha felicidade, penso se terei uma felicidade futura. Quero viver o hoje. Essa uma uma que falta do dia 22 de setembro, quero dar um passo de cada vez.